Conselho da Dengue define ações contra a doença em Santa Bárbara
Voltar para:Página Inicial /Notícias
28/02/2011

     O Conselho Municipal de Dengue de Santa Bárbara d´Oeste se reuniu para fazer balanço das atividades de controle da doença no município, e também para definir as ações de reforço que devem ser adotadas neste período.

     De acordo com o coordenador da Vigilância Epidemiológica, Aparecido Donisete Paulino, ao comparar os casos confirmados da doença até o momento - fim de fevereiro -, com o número de casos registrados no mesmo período em 2010, nota-se que o cenário em 2011 tem sido mais ameno. "Atualmente temos 35 casos confirmados de dengue. No ano passado, neste mesmo período, já nos aproximávamos das 100 confirmações", afirmou.

     Para Eliane Wiezel, coordenadora da Vigilância Sanitária, o momento é de reforçar os trabalhos na cidade. "Outros municípios da nossa região também fazem a mesma constatação, mas não devemos ficar tranquilos. Por isso já estudamos medidas de reforço quanto à conscientização sobre a doença", disse.

     Para reforçar ainda mais a importância da prevenção, novos folhetos informativos foram desenvolvidos e serão distribuídos em parceria com o Departamento de Água e Esgoto (DAE). "Este material já está pronto e será entregue junto com as contas de água, e além de informar os barbarenses sobre os cuidados e sintomas da dengue, também traz um checklist de ações imediatas que cada um pode e deve desenvolver em sua casa", ressalta Paulino.

    De acordo com José Moreira, integrante do Comusa (Conselho Municipal de Saúde), a população tem grande responsabilidade na prevenção da doença. "Ao levar estas informações para nossa comunidade e de fato agir de forma preventiva, todos nós estamos colaborando para que não haja mais casos em nossa cidade. Por isso devemos trabalhar juntos na prevenção da dengue", reforçou.

    O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) e as Vigilâncias Sanitária e Epidemiológica continuam atuando em conjunto na prevenção e controle da dengue. Buscas ativas e vistorias em locais que possam conter possíveis criadouros são realizadas pelos órgãos, para identificar estes pontos e advertir os proprietários de locais que representem risco.

    O Kata-Treko está em operação desde a segunda quinzena de dezembro de 2010 e já recolheu mais de 200 toneladas de materiais inservíveis que foram descartados pela população. Entre o dia 28 de fevereiro e quatro de março, o Kata-Treko estará nos bairros CHRR, Rochelle, Rochelle II, Parque Olaria e Laudisse.

Saiba mais: SBN
Trecho 1 - Conjunto 4 - Lote 2 Porto Seco - Polo JK - Santa Maria Distrito Federal
CEP: 72.549-520 - Fone: (61) 3395-0128
Copyright © 2010 Bthek Biotecnologia